House, Music, Grande, Confraria, Porto
 

Publicidade Interna

Banner

Inscreva-se em nosso CANAL no YouTube

DJSound-Tube2

>> youtube.com/djsoundmag <<

Erro
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
House Music é tema de debate na 28° Confraria de DJs do Rio Grande do Sul PDF Imprimir E-mail
Escrito por Ricardo Sarmiento   
Qua, 24 de Setembro de 2014 05:01

Encontro será realizado no dia 7 de outubro, no Bar Dom Feliciano, em Porto Alegre

A Confraria de DJs do Rio Grande do Sul convida a todos os DJs, produtores musicais e admiradores da música para participar do 28° encontro que será realizado na terça-feira, dia 7 de outubro, no Bar Dom Feliciano (Rua Pinto Bandeira, 574), em Porto Alegre, com entrada limitada. 

O encontro promove um debate sobre a evolução da House Music no Brasil e no mundo.

Entre os convidados estão: DJ Meme (RJ), Claudinho Pereira e Julius Rigotto.

Os convidados dissertaram sobre suas experiências profissionais, a evolução do estilo, os desafios da careira e como enxergam o mercado da House Music atualmente.

Após o debate, os convidados poderão fazer perguntas para os palestrantes.

Palestrantes:

DJ Meme: DJ Meme tem mais de sete milhões de discos vendidos entre compilações e álbuns completos com sua produção.

Já remixou para artistas como Shakira, Mariah Carey, Lulu Santos e Roberto Carlos. Entre seus grandes sucessos está o single “Chanson Du Soleil”.

Fora do Brasil, o single "VIVA", alcançou o #2 na parada Hype Charts da DJ Magazine, tendo apoio de DJs como Grove Junkies, Bob Sinclar e Frankie Knucles.

DJ Meme trabalhou com as gravadoras Defected e Soulfuric. Com o DJ francês Dimitri From Paris, remixou a música Step Aside, da banda Inglesa Incognito. Em julho de 2008, Meme remixou a canção “Give peace a chance” de John Lennon, ficando em 1° lugar na parada Hot Danceda Billboard Magazine.

Claudinho Pereira: Considerado o primeiro DJ do Rio Grande do Sul, Claudinho Pereira tocou pela primeira vez em 1962, a convite de Carlos Heitor de Azevedo, na casa noturna Crazy Rabbit, no bairro Bom Fim. No final dos anos 60, já comandava um programa de jazz na Itaí FM. Depois, foi produtor de Ricardo Campos e, com Cascalho, organizou o Baile dos Magrinhos, em contraponto ao Baile da Pesada no Rio de Janeiro, do DJ Big Boy. Além de DJ, Claudinho é jornalista, radialista e cineasta. Foi produtor dos programas Agenda, na TV Piratini, e Porto Visão, na Difusora, e diretor de outras atrações na Guaíba. Atualmente, atua como free-lancer no Núcleo de Especiais da RBS TV e em outras emissoras, como a GNT.

Julius Rigotto: No final da década de 1970, em Caxias do Sul, Julius Rigotto comandava as festas nos clubes Juvenil e Reno e botava a galera para dançar ao som de Donna Summer, Chic, e Kool & the Gang. Atualmente, Julius mora em Porto Alegre e trabalha como produtor e DJ.

Julius foi proprietário de uma das mais badaladas casas noturnas do Rio Grande do Sul, o IBIZA, localizado no balneário de Atlântida, no litoral norte do estado.

Entre os principais estilos musicais que tocavam na casa noturna estavam a House Music e a Black Music.

Sobre a Confraria:

O Rio Grande do Sul é um dos estados brasileiros com maior número de profissionais que atuam como DJs e produtores musicais.

Por esse motivo, a Confraria DJs RS promove mensalmente um encontro entre a “new school and old school”.

A Confraria tem como objetivo aproximar pessoas, unir a categoria de DJ’s, incentivar a troca de idéias, consolidar novas amizades e promover o compartilhamento de experiências pessoais e profissionais.

Além da confraternização, são realizadas palestras e a apresentação de DJs Convidados que tocam set’s exclusivos no lounge da Confraria.

O evento é realizado no Bar Dom Feliciano, no centro da cidade de Porto Alegre – o local é considerado um dos principais pontos de encontro de divulgadores das gravadoras dos anos 80.


Sobre a House Music:

A House Music nasceu nos EUA na segunda metade dos anos 70, quando o nova-iorquino Frankie Knuckles passou a comandar as noites do clube WareHouse, em Chicago.

Do tradicional disco dos anos 80 até os novos elementos musicais dos anos 90, a House Music passou por uma grande evolução abrindo espaço para novos sub-estilos como Funky-House, Tech-House, Disco-House, Progressive House, Electro-House, Acid House, Soulful House, Neo-Jazz-House.

Mas mesmo com o passar dos anos, ainda existem produtores musicais que apresentam em suas composições o “House Puro” com a ajuda de elementos com maior qualidade.

No mercado, encontramos também produtores que ajudam a disseminar a cultura da House Music pelo mundo afora.

Segundo um levantamento realizado pelo Rio Music Conference (RMC), maior feira de negócios do setor da América Latina, a música eletrônica tornou-se um negócio com 19,5 milhões de consumidores só no Brasil e já movimenta R$ 2,5 bilhões ao ano.

Serviço:

28° Encontro – Confraria de DJs do Rio Grande do Sul

Dia: 07 de outubro de 2014

Horário: 19 horas

Local: Bar Dom Feliciano (Rua Pinto Bandeira, 574) - Porto Alegre

Ingressos: R$ 15,00 – para custos de produção (Entrada limitada)

Contato:  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Suporte a Divulgação Gidiane Oliveira com Apoio DJ SOUND On Line

Última atualização em Qua, 24 de Setembro de 2014 05:10
 

Revista Digital Online

Conecte-se

Busca no site

Mídia: Mag / Portal

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

BACKSTAGE - Marcelo Barres

Sobre o Autor
 
Marcelo Barres é um experiente profissional no ramo da Dance Music, aposta sempre na House com influência da Disco Music em versões atuais nos seus sets. Alterna sua agenda com noites em diversas festas que coordena junto ao escritório da Alê Soares Produções, e Clubs onde participa como DJ convidado. Semanalmente se apresenta no programa Comando 97 (Energia 97 FM), aos sábados, 1h da manhã. Formado em Rádio-TV, Barres usa este conhecimento com novas tecnologias, onde trabalha o audio-visual em seus sets através de softwares para VJs e videoclips em versões extended, produzidas em seu home-stúdio e que criam efeito integrado de música e imagem.