Muito, Você, Carreira, Brasil, Minha
 

Publicidade Interna

Banner

Inscreva-se em nosso CANAL no YouTube

DJSound-Tube2

>> youtube.com/djsoundmag <<

Home Entrevistas
Erro
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
Entrevistas


NERVO entrevista direto de Ibiza falando do novo álbum pela Sony PDF Imprimir E-mail
Escrito por Mariela Gregori   
Qua, 19 de Agosto de 2015 00:07

As NERVO, formada pela dupla de irmãs australianas Miriam e Olivia (ou Mim e Liv) de sobrenome Nervo;   acabam de lançar o seu primeiro álbum autoral, “Collateral” pela gravadora americana Ultra com distribuição mundial pela Sony Music (representante da Ultra no Brasil).

O primeiro single “Rise Early Morning ft. Au Revoir Simone” foi lançado em novembro do ano passado e é a primeira faixa do álbum “Collateral”.

Falei com as  NERVO por telefone direto de Ibiza (onde comandam sua própria festa a #NERVOnation no club Ushuaia), com exclusividade para a DJ Sound; e a conversa foi permeada por um clima descontraído, risadas e som de mar.

Para relembrar ou mesmo para quem as desconhece, elas são um caso ímpar de feminilidade na Dance Music, elas são compositoras, produtoras musicais, performers, DJs e ainda modelos.

Estouraram no mundo todo na autoria do premiado single "When Love Takes Over", de David GuettaKelly Rowland.

Na sequência vieram trabalhos com artistas poderosos e diferenciados como Kesha, Kylie Minogue e Armin van Buuren, Avicci, Beyouncé, Cindy Lauper, só citando alguns.

De clubs a mega festivais como Tomorrowland e Electric Daisy Festival – EDC, elas são membras da elite da diversão nas pistas.

Ganharam ainda seu próprio programa na cultuada BBC Radio 1, onde eram ouvintes assíduas de programas como o de Pete Tong.

Nervo Backstage 2015

Como foi se mudar da Austrália, onde vocês curtiram os festivais como fãs antes de se tornarem profissionais e agora morando e produzindo em Londres? E ainda, como você vê a cena eletrônica na Austrália comparado a Inglaterra, ou mesmo na Europa em geral?

NERVO - Eu mudei para Londres quando eu tinha 19 anos, e estou na Inglaterra há muito tempo. Eu adoro morar na Inglaterra... hoje na Austrália tenho minha família e é para mim minha segunda casa.

Como você vê a cena eletrônica na Austrália comparado a Inglaterra? Você vê muita diferença?

NERVO - As características são diferentes. Por isso temos muita sorte em estar em lugares diferentes, pois aprendemos com diferentes culturas e a nossa música é assim. (resumindo) é muito diferente em várias características, a cultura é muito diferente, e por isso nos temos sorte em estar sempre em muitos lugares de culturas diferentes e aprendendo com isso.

Depois de produzir ao longo de todos esses anos com tantos artistas diferentes, tem alguém com quem você gostaria de trabalhar?

NERVO - Sim, eu gostaria de trabalhar com muita gente, a lista nunca termina.

Eu adoro artistas como Eminem, Laurin Hill, Calvin Harris, Mark Wright´s, são muitos artistas, ... eu adoro Rihana, mas já trabalhei com ela, a lista está sempre aberta.

Sobre seu novo álbum “Collateral”, você tem uma track com Afrojack e Steve Aoki, essa parceria tem sido bem comum. Como é trabalhar com eles?

NERVO - Eles são ótimos, muito talentosos, muito reais. Nós adoramos trabalhar com DJ´s, faz parte do nosso mundo.

Eu adoro trabalhar também com vocalistas, é muito bom, te mantém fresco, é legal, é a parte boa de ser DJ, poder misturar muitos gostos na música.

Qual sua inspiração ao escrever suas músicas?

NERVO - É sempre diferente, depende do que estamos trabalhando, do que estamos ouvindo, se estamos trabalhando com alguém eu gosto de trabalhar com o que eles querem escrever sobre ou se estou trabalhando sozinha, ou se estou trabalhando com uma gravadora como colaboradora.

Eu gosto de vir com algumas gravações que estou ouvindo naquele momento.

Nervo Backstage 2015

Sobre seu novo álbum teve alguma inspiração especial?

NERVO - Nossa inspiração foi nossa jornada.

A inspiração é nossa vida, tocando, viajando, ouvindo música de todos os lugares do mundo.

Nós colocamos muita paixão e por isso demoramos muito para lançarmos esse album, mas estamos muito felizes por ter terminado agora, e por estar indo bem, termos uma resposta positiva.

Neste novo album tem alguma música especial ou favorita?

NERVO - Sim, todas são especiais por alguma razão. Mas eu amo “Rainham Road” e “Oh Diana”. Elas são especiais porque eu moro em Rainham Road em Londres, e morei em três diferentes flats em Rainham Road enquanto trabalhei nesta música, trabalhei muito nela nesses lugares pelo meu computador e esta música resumi muito a minha vida em Londres.

Eu adorei "The Other Boys" com Kylie Minogue, Jake Shears e Nile Rodgers porque é pop, é divertida, é nova. 

Vocês vieram várias vezes ao Brasil e em duas delas com uma atenção especial da mídia nacional, em 2014 no evento da Samsung no Grand Metropole em São Paulo e este ano na Tomorrowland, esta com uma transmissão televisiva para todo o país, quando ganharam fama de DJs mais simpaticas do Tomorrowland.

Como é esse sentimento? E como você sente a energia do público brasileiro?

NERVO - Eu não sabia disso, obrigada! Nós amamos o público brasileiro, para mim eles amam a

vida, brasileiros são os melhores em se divertir, em viver o momento e têm uma energia muito

grande. Nós tocamos no carnaval, Tomorrowland, Green Valley, e é um dos meus públicos

favoritos. Eles são loucos.

Acompanhe as  NERVO nos links:

Links:

• NERVOmusic.com

• Facebook.com/NERVOmusic

• Youtube.com/NERVOsongs

• Twitter.com/NERVOmusic

• Instagram.com/NERVOmusic

Novo videoclipe no Vevo:

Última atualização em Qua, 19 de Agosto de 2015 00:26
 
Marcelo CIC, novo artista mundial da Universal Music PDF Imprimir E-mail
Escrito por Gonçalo Vinha   
Qua, 01 de Julho de 2015 00:07

Marcelo CIC Universal MusicO produtor musical e DJ Marcelo CIC, do Rio de Janeiro, acabou de chegar ao Brasil depois da sua primeira apresentação no EDC – Electric Daisy Festival de Las Vegas, no palco Art Car, um dos dez palcos do festival norte-americano, que chega ao Brasil em dezembro pela Time For Fun – T4F.

“... O EDC Festival vai trazer sua essência para o público brasileiro. É como retornar aos momentos das raves no Brasil, com todo cuidado e produção de nível internacional desenvolvido pelos criadores do festival e pela produtora do Brasil encarregada pelo evento...

É muito importante a vinda de festivais como o EDC e o Tomorrowland onde toquei, elevando o nível dos nossos eventos, e proporcionando as experiências para o público do Brasil ,que só teria acesso viajando para esses festivais no exterior”, diz o entusiasmado Marcelo CIC.

Numa tarde fria e chuvosa em São Paulo, no dia do seu desembarque, ele sentou com a DJ Sound na sede da gravadora Universal Music, e e contou muitas novidades em primeira mão,  inclusive o sonho de abrir uma “Hamburgueria”.

Entre a maior novidade é que o artista é o primeiro brasileiro (originalmente da Musicmasters Recordings no Brasil) contratado pelo selo AfterCluv dedicado a música eletrônica.

O AfterCluv é uma plataforma mundial da gravadora Universal Music que conta com artistas de calibre como Afrojack.

O Brasil tem se destacado na música eletrônica e as antenas do AfterCluv chegaram até Marcelo CIC, que na hora certa estava com o que o selo desejava em termos artísticos e musicais.

De fato, Marcelo CIC, conta agora com o suporte da maior gravadora do mundo Universal Music, no selo de  Música Eletronica - AfterCluv, é algo de gente grande mesmo, que transcende o que chamamos simplesmente de Produtor Musical e DJ, estamos falando de um artista completo.  “, assim diz Marcelo CIC.

“Faço parte de algo grandioso que a Universal Music esta levando muito a sério para América Latina.

Agradeço ao Gustavo e Marcelo Silva da MusicMasters Recordings por eu conseguir chegar onde estou agora, depois deles, eu estava na hora certa, com os caras certos e com o produto certo...”, diz Marcelo CIC.  “

... Agora estou com pessoas que fazem parte da cena se movimentar a nível mundial.

Estar na Universal Music com um time de artistas como Alesso, Avicii e outros é muito importante, vai ser mais evolução para mim, para o meu trabalho, nos próximos cinco anos quero estar no caminho do Calvin Harris e David Guetta...”, afirma ele.

Há um novo EP programado para o mês de julho com quatro músicas inéditas.

A entrevista completa você confere na série de entrevistas que comemoram os 25 Anos da DJ Sound. Aguarde!

Mais informações sobre o artista nos links:

www.facebook.com/marcelocic

http://www.plustalent.art.br/marcelocic

Marcelo CIC com Danillo Ambrosano, Ricardo Sarmiento e Tatiana Alves Label AfterCluv Universal Music

Danillo Ambrosano, Ricardo Sarmiento, Marcelo CIC e Tatiana Alves Label AfterCluv da Universal Music

pics by Gonçalo Vinha e Ricardo Sarmiento

Última atualização em Qua, 01 de Julho de 2015 00:40
 
DJ New Generation, Cosmo Neres, de Parauapebas - Pará para São Luis – MA PDF Imprimir E-mail
Escrito por Ricardo Sarmiento   
Sex, 20 de Março de 2015 15:33

Cosmo Neres, um profissional que tocava nas festas dos amigos, como um entretenimento,  acabou se formando em um Curso de DJ – ESCOLA DJ dos mais especializados sob a supervisão do experiente DJ Produtor Diego Logic e Top DJ Carlo Dall Anese, aos 16 anos virou Pai, e tornou-se sua Profissão desde então!

Atualmente Acadêmico de Direito, divide seu tempo entre DJ, e as demais responsabilidades com Casa de Show no Pará…e ações empresarias.

Vamos conhecer um pouco DeeJay - DJ - ”new generation” com suas Controladoras In The Mixes!

New Generation, DJ Cosmo Neres

Cosmo Neres, apresente aqui seu histórico inicial, quando começou sua carreira, festas, Clubs, Boates, enfim descreva suas atividades iniciais como DJ, qtos anos você tem ? Voce segue realizando seu Curso Superior de Direito?

No inicio era apenas um passa tempo, tocava por diversão em festas de amigos, logo quando recebi a noticia que seria pai aos meus 16 anos, virou uma profissão, em pouco tempo recebi convites para tocar em Boates na cidade onde eu morava.

Hoje tenho 20 anos, sou acadêmico de Direito na Universidade Ceuma (MA) estou no quarto período, e trabalho como DJ na noite, as vezes fica um pouco cansativo, pois não gosto de perder aulas, mas consigo conciliar as duas coisas tranquilamente. 

Cosmo Neres, no seu início de carreira seu aprimoramento na carreira DJ, algum Curso de DJ Produtor, especificamente você teve sua melhor orientação para ser DJ, pode comentar o que isso acrescentou na sua carreira?

Antes de ir até São Paulo para aprimorar meus conhecimentos sobre música eletrônica eu costumava ter uma cabeça muito fechada, cursei (discotecagem) e produção musical “Eletrônica”) na DJ Escola, foi então que abri mais minha mente sobre musica e Produção Musical, passar pela DJ Escola foi um ponto fundamental em minha carreira, conheci pessoas maravilhosas, com conhecimentos inacreditáveis.  

Cosmo Neres, como chegaram seus convites para você tocar nas principais festas e Clubs da região Nordeste do Brasil?

Vim para São Luis (MA) precisamente para estudar, e na apresentação de turma do curso de Direito falei que trabalhava como DJ, dias depois colegas de turma me fizeram um convite para tocar numa calourada, gostaram bastante do meu som e começaram rolar alguns comentários na cidade, logo em seguida recebi propostas de alguns Promoters de festas para fazer pequenas participações nos Clubs, e assim por onde eu passava chamava um pouco de atenção de Promoters e Proprietários de Clubs.

Quando me dei conta já estava tocando nas maiores festas e melhores Clubs de São Luis, nunca tive nenhum tipo de agenciamento, foi meio natural, apenas tive algumas indicações de amigos e conhecidos que já tinham ouvido meu som.

Agarrei todas as oportunidades que apareceram e agradeço a todos que me deram!

New Generation, DJ Cosmo Neres

Cosmo Neres, você elabora alguma FESTA em Especial em alguma Cidade, onde especificamente ? algum Promoter em especial contribuiu para sua carreira DJ? E seu lado empresário ?

Bom, na minha infância trabalhei muito com Festas, pois meu pai é do ramo e sei a canseira que Festa dá, então não sou muito fã de Promover festas diretamente.

Nunca tive nenhum Promoter que contribuiu para minha carreira, mas tenho uma amiga que ajudou bastante no inicio (Jessica Cadidja).

Costumo viajar bastante para o (PA), pois tenho alguns empreendimentos por lá como: Academia de Musculação, empresa de Transporte, Casa de Show e alguns imóveis, gosto sempre de estar por perto acompanhando, afinal de contas ‘o gado só engorda se o dono estiver olhando’!

New Generation, DJ Cosmo Neres

Cosmo Neres, que DJs / Produtores já estiveram em intercambio cultural em suas Festas, aqui no Brasil e onde em quais Festas e Clubs? com quem mais se identificou ?

JÁ realizando In the Mixes, para  Jet Lag, Gui Boratto, Larissa Lahw,Henrique Carvalho, Flavio Durans,JR Pulga, Jesus Luz, Alex Hunt e outros.

Identifiquei-me bastante com Larissa Lahw, nos demos muito bem logo, quando dividimos a cabine pela primeira vez depois de um show de Gustavo Lima em Parauapebas - PA, nos apresentamos para um público em media de 12 a 15 mil pessoas e foi animal!

Intercalei com alguns no Café de La Musique (SLZ), Piramid Music (PA),  Pink Elephant (SLZ) , e outros Clubs de São Luis - MA

New Generation, DJ Cosmo Neres

Cosmo Neres, e quanto a Produção Musical ? você já tem algum planejamento ? pode comentar ?

Ando meio afastado da Produção Musical por conta da faculdade, mas sempre que tenho tempo me tranco no Home Estúdio e faço algumas coisas, os resultados são as vezes bons, de se apreciar!  

Cosmo Neres, e a escolha da Tendência Musical – dentro da House Music, você mais se assimilou com qual Tendência, pode comentar?

Me assimilei bem com o Electro House, gosto muito de uma batida bem agressiva com um vocal, Rock ou Instrumentos, não me apego muito apenas com  uma Tendência, tanto é que gosto bastante de Deep House, na verdade gosto de deixar minha assinatura por onde passo, gosto de musica boa, ver a pessoas sorrindo e no outro dia falar : "ontem foi foda!".

Identifico-me mais com Electro House, por que sempre toco em horários que a pista está mais quente, o resultado é sempre melhor, não deixo muito a desejar.

Cosmo Neres, e a escolha de músicas para tocar, você compra suas músicas em que sites de referencia de venda de músicas? Tem algum atualmente que tem visitado e comprado as tracks ? pode comentar o que pensa ?

Compro bastante musicas no BeatPort.com para produzir Mashups e Remixes.

Acredito que a venda de tracks pela internet agilizou bastante a Produção Musical e ajudou muito quem busca musicas de boa qualidade para tocar na noite.  

Cosmo Neres, aqui no Brasil, quais são suas referenciais Musicais e de Discotecagens? Você pode citar algumas pessoas? E que você se corresponde eventualmente? Quem ?

Sim tenho bastante referencias e admiro muito, como: Felguk, Alok, Gui Boratto, A Liga, PressKit, Diego Moura, Alex Hunt.

Gosto bastande de Felguk, me identifico bastante com o som deles. 

In The Mixes & Party no YouTube com DJ, New Generation - Cosmo Neres

New Generation, DJ Cosmo Neres na Pink Elephant

New Generation, DJ Cosmo Neres

New Generation, DJ Cosmo Neres

Contatos:

E Mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Facebook: https://www.facebook.com/cosmo.neres?ref=ts&fref=ts

Instagram : https://instagram.com/cosmoneres 

Soundcloud https://soundcloud.com/cosmo-neres 

TeleBooking: (98) 98 433 1919

Última atualização em Sex, 20 de Março de 2015 19:35
 
Miss Cady conheça um pouco mais em flashs da DJ que desponta no Brasil! PDF Imprimir E-mail
Escrito por Andreller aka André Luiz   
Seg, 07 de Outubro de 2013 14:39

Miss Cady revela-se como DJ, com ajuda de um amigo inglês – Steve (ausente entre nós!), que a incentiva a realizar Curso de DJ em Vinyl, e atualmente também toca com os Pen Drives! pelo Brasil...os Hits que inclui como Daft Punk!

Miss Cady

1. Miss Cady, como foi a escolha desta carreira DJ, quem a incentivou, equem foi que ensinou a ela ser DJ!

Na verdade,desde pequena sempre fui apaixonada pela musica,  tendo como maior referencia meu Pai, que é um profundo conhecedor e colecionador de Vinys e CDs  a musica sempre fez parte da minha vida cotidianamente.

Numa noite, fui convidada para fazer uma participacao em um camarote durante o Carnaval da Bahia tocando  algumas musicas.

Na realidade,  tudo comecou como uma brincadeira, num determinado momento um grande amigo meu ingles chamado Steve, me viu em cima do palco, e disse algo que mudou a minha a vida: " que o palco me pertencia, e que com todo o amor e influencia que musica ja tinha na minha vida."

Eu deveria sair da minha cidade e buscar um local onde pudesse me preparar para me tornar uma artista, o que ocorreu, e em menos de 1 mes mudei para Sao Paulo, onde me inscrevi em curso de DJ para tocar com Vinyl, pois quando eu estivesse pronta ele (o Steve), cuidaria da minha carreira internacional.

O que definitivamente ocorreu ate o mes de setembro, quando ele infelizmente, para minha tristeza profunda veio a falecer.   


2. Miss Cady, você toca com Vinyl ou CD, ou Pen Drive...e utiliza que equipamentos para discotecagem ? o que voce mais gostar de Mixar ?

No começo da minha carreira tocava com vinyl, depois me rendi aos cds e a pouco menos de 4 meses tenho tocado bastante com Pen Drive, pois tem sido mto pratico.

Mas ainda sinto falta de folhear as paginas da minha case a procura da musica perfeita .

Ultimamente tenho dado preferencia ao  CDJ 2000 Pioneer.

O que eu mais gosto de mixar com certeza eh um house com vocal  principalmente quando eh uma das minhas tracks favoritas, é muito gostoso poder surpreender o público mixando um vocal mais conhecido em uma melodia diferente.


3. As tracks você escolhe por quais caminhos da #EDM ? pode comentar e passar um TOP 5 ?

Nao tem um caminho especifico visto que toco em diferentes eventos para publicos distintos, na realidade ,minha prioridade  é animar e satisfazer as pessoas que ali estao buscando entretenimento, entâo sempre foco em ter uma nocao do perfil da casa onde vou me apresentar, para escolher o repertório, que  definitivamente irá agradar, passando de um Deep House atá um som mais Progressivo, tendo como minha característica principal tracks com vocais. 

Daft Punk feat Pharrell- lose yourself to dance 

Nick harris-situation (redux vocal)

Federico Scavo-Funky Nassau 

Nause-Made of 

Blasterjaxx-Fifteen(hardwell edit)


4. Cite alguns dos seus destaques , locais de discotecagem e público!

Posso dizer que tenho tido muita sorte em relacao aos locais que toco e principalmente em relacao ao publico que eh sempre muito receptivo e animado.

Mas ja que tenho que citar , Miami , Doha , Brazil, Colombia  e India seriam meu top  

5.Diz, Miss Cady - quero fazer um breve agradecimento a voces pela oportunidade e pelo carinho!! Tudo de bom!!!

Miss Cady

Última atualização em Seg, 07 de Outubro de 2013 15:27
 
Julia Koch Live Vocal, destaque com DJ Dudu Timi, em GIGs pelo Brasil PDF Imprimir E-mail
Escrito por Ricardo Sarmiento   
Sáb, 03 de Agosto de 2013 12:51

Julia Koch vocal da Eletronic Dance Music  (#EDM) no Brasil, cantora lírica de formação, entrou em 2007 para o Projeto de Gabriel Rossato, para ser a Vocal das apresentações do Female Angels, depois já em carreira solo , conheceu o DJ e Produtor Dudu Timi, e seguiram a carreira viajando pelo Brasil, America Latina e Europa. Destaque para a track “Easy”, junto EFH Live e DJ Dudu Timi!

Julia Koch

Julia Koch, onde voce nasceu, idade,  diga-nos por onde começou sua carreira Live Vocal na Eletronic Dance Music? Fez Curso de canto ? com quem ? Família é de Músicos ? como foi a escolha desta carreira ? alguém te incentivou ? suas referencias? Porque Clubs voce passou ou festas pode citar , até em ordem cronológica ? e o Estilo Musical ? Deep House, Progressive House, House......?

Nasci em Curitiba, tenho 30 anos e comecei a carreira de cantora ha 17 anos atrás me apresentando em teatros da Capital cantando musica Clássica. Comecei muito cedo porque a maior parte da minha família é composta por músicos e inclusive a minha avó que também se chama Julia, hoje com 82 anos, também foi cantora em toda sua trajetória de vida.

Na minha adolescência fui surpreendida pelo prêmio de Honra da Câmara Municipal de Curitiba e acho que só aí percebi que podia chegar mais longe se eu me dedicasse muito. Depois de muitos anos seguindo a carreira lírica recebi um convite para fazer uma participação cantando House Music no clube Yankee e depois disso me apaixonei tanto pelo estilo que resolvi abandonar a carreira lírica e me dedicar a este seguimento, que na época era quase uma novidade, já que haviam pouquíssimos profissionais no mercado.

Na sequência procurei o Gabriel Rossato, criador e empresário do Projeto Female Angels e encaminhei meu material de trabalho. Já no dia seguinte fui convidada para participar do Projeto sendo a primeira vocalista do grupo e depois do primeiro show, assumi definitivamente o posto.

A experiência me rendeu grandes conquistas e oportunidades incríveis, além de um grande amadurecimento profissional.

Alguns clubs que marcaram minha carreira foram:

Giorgio Armani Privê (Milão/Itália), Camarote Salvador ﴾Salvador/BA﴿,
Castelo do Batel (Curitiba/PR),
Clube Chalezinho ﴾Belo Horizonte/MG﴿, Costa Brava Club (Rio de Janeiro),
Coyote Off Site ﴾Ciudad Del Este/Paraguai﴿, D ́Bou ﴾Goiânia/GO﴿,
Expresso (Blumenau/SC),
Jockey Club (Rio de Janeiro/RJ),
Kabbun (Araranguá/SC),
NaSala ﴾Belo Horizonte/MG﴿,
NOMURO (Florianópolis/SC),
Parador Lounge ﴾Balneário Camboriú/SC﴿, Park Planeta (Florianópolis/SC),
Pax State ﴾Passo Fundo/RS﴿,
Reveillon Absoluto 2010 ﴾Maceió/AL﴿, Save Club (Portão/RS),
Takê ﴾Maceió/AL﴿,
Unik (Marília),
Yankee (Curitiba,PR)

Julia Koch, como aconteceu de realizar um trabalho em conjunto com DJ e Produtor Dudu Timi? E conte-nos uma pouco as referencias de Dudi Timi...como DJ, por onde passou, e como se conheceram, como aconteceram as Produções Musicais?

O DJ Dudu Timi é amigo de infância do meu primo, o artista plástico Adriano da Silva. Em uma dessas reuniões musicais com amigos e familiares, o Eduardo foi convidado para tocar.

De cara o achei muito carismático e achei que trabalhar com ele poderia trazer mais alegria para os meus shows.

Mais do que isso, começamos a criar juntos e músicas ganharam vida e letra.

Em seguida tivemos o enorme prazer de conhecer o Músico e Produtor EFH Live que se tornou o grande mentor do nosso trabalho, nos guiando na construção de todas as tours, além de nos apoiar em nossas composições com todo o suporte de estúdio e desenvolvimento. Um grande amigo e em quem confiamos antes de tudo! 

Julia Koch Live
Julia Koch, sua voz já foi utilizada para alguma Produção, que não sua ? você cedendo apenas as vozes para algum Produtor, além de Dudu Timi ? Já teve convites? está aberta a possibilidades?

Minha voz já foi enviada para DJs de diversos países: Ucrânia, Portugal, Rússia e EUA. Estamos trabalhando agora em diversas parcerias e tem muitas coisas boas para acontecer ainda este ano. Meu trabalho não se resume aos show, vai muito além disso, as gravações de acapellas são frequentes,  e o que me encanta mesmo, é ver minha voz em trabalhos diferentes, posso dizer que é um dos grandes prazeres desta carreira maravilhosa.

Julia Koch, você diz que já atuou em diversos estados, poderia citar quais foram, e por onde esteve presente em suas Lives Vocal ... nos Clubs, Privates, Festas, Eventos, por onde passou?

Caramba, desde o início da carreira já passei por quase todos os Estados brasileiros: Maranhão, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Distrito Federal, Paraná , Santa Catarina ,Rio Grande do sul , Minas Gerais, Amazonas, Rondônia, Amapá, Tocantins. Mais de 60 cidades ! Horas e horas de voo, muitas risadas e histórias para contar!

Julia Koch, quais são as suas influencias artísticas nas escolhas da parceria das tracks para interpretação? onde voce encontra a fonte de suas novas tracks e performances de Live #EDM ? Voce está entrando em estúdio ?

Estou sempre preocupada em cantar o que toca o meu coração e o que o público vai gostar de cantar comigo.

Converso muito com meus amigos da cena eletrônica e escuto muito o Dudu Timi para saber o que está rolando.

Quanto a parcerias, estou sempre pronta para entrar em estúdio, é o meu trabalho e o faço não só com muito profissionalismo, mas com a maior alegria do mundo.

Eu sinto uma energia incrível em fazer o que faço, chego a suar nas mãos quando estou criando uma no track e me emociono, fico extasiada, sou completamente viciada nisso.

Julia Koch Live

Julia Koch e seu visual, sua apresentação, sua roupa, make-up, Hair, quem faz ou te orienta ? aqui é o momento de você registrar ! as novidades ? voces formam um “casal” da Eletronic Dance Music em destaque! O que podem comentar sobre Moda! e Comportamento!?

Meu cabeleireiro é o Cleo do Bressan  de Floripa, ele me ajuda a definir o estilo para a nova Tour e coloca as minhas loucuras em prática.

Eu mesma desenho as roupas de shows e minha Costureira Lila é quem coloca tudo em prática e me orienta.

A maquiagem gosto de fazer eu mesma e ousar bastante já que o “make”, com cílios enormes é uma marca registrada!

Usamos tudo que queremos, como temos uma equipe muito competente, conseguimos tornar tudo realidade, as mais loucas idéias.

Nossa essência é o que levamos para o palco. Muita gente nos assiste e temos a tranquilidade de não ter que interpretar ninguém além de sermos nós mesmos.

Somos verdadeiros, carinhosos com nosso público e quando acaba o show, fazemos questão de sair do palco e perguntar para as pessoas se gostaram do show e nos divertir com o som dos outros artistas, é sempre um prazer .

 Look, Julia Koch

Julia Koch, em suas apresentações já teve o privilégio de participar como Live Vocal com alguns Top DJs da Cena brasileira e ou Internacional ? pode citar : e por onde...pode citar!

Antes de fechar o Dudu Timi para ser o DJ oficial da Tour, tive oportunidade de rodar diversas cidades e fazer Live com muitos artistas, a DJ Analy Rosa, DJ Thiago Amaral, DJ Milena Scheide, DJ Thascya Spirandelli, DJ Ale Arnold, DJ Paulo Muller, DJ Conrado, DJ Fran Kistner, DJ Gabi Lima, DJ Ale Albiere, DJ Leandro Guarim e DJ Valber, marcaram muito a minha carreira.

Tive a honra de estar aqui no Brasil com Chris Lake, Greg Cerrone, Flash Brothers, Milk & Sugar e Mims (DJ oficial do Black Eyed Peas).

Entre as maiores conquistas a que mais me marcou foi abrir o show da cantora Beyoncé com as Female Angels e ser a primeira brasileira a cantar no Armani Privê de Milão.

Julia Koch, passe um TOP 10 que não pode faltar na sua Dance Floor, nas suas GIGs realizadas pelo Brasil ?

Repertório OFF !!! lógico, queremos que vocês, confiram na nossa próxima apresentação!

Vão dançar e muito!

Julia Koch, contatos, Facebook, Soundcloud, Twitter, Site, para GIGs, Shows, apresentações, por onde o Brasil te encontrar?

            •          Fan Page:www.facebook.com/juliakochlive 

            •          www.facebook.com/juliakochlivevocal

            •          www.twitter.com/juliakochlive

            •          www.juliavocal.com

            •          Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Julia Koch Live Vocal Red Lips Coming

Mais contactos para GIGs : EMBRASHOW Produções Artísticashttp://www.embrashow.com.br/

Última atualização em Qui, 22 de Agosto de 2013 12:11
 
DIEGO MELLO, a House Music é inspiração máxima deste Top DJ & Producer PDF Imprimir E-mail
Escrito por Ricardo Sarmiento   
Seg, 27 de Maio de 2013 14:14

DIEGO MELLO

A House Music é inspiração máxima deste Top DJ & Producer

Desde o inicio da carreira, ele sempre investiu na busca pela inovação, aperfeiçoando sua técnica de mixagens, gerando oportunidades para novos talentos ministrando cursos, organizando campeonatos até se estabelecer como um dos profissionais mais engajados e de maior projeção na cena.

Na última edição do DJ SOUND AWARDS, conquistou com o projeto Omne Live Music o prêmio de Revelação Live P.A. [SP], e depois de figurar por três anos consecutivos no Top 100 da DJ SOUND, alcançou este ano a posição de #35, se transformando definitivamente num dos grandes nomes do mercado da Electronic Dance Music.

Nesta entrevista, Diego Mello conta como sua carreira deslanchou em quase duas décadas de pura dedicação...

Como foi o início da sua carreira?

Comecei com 12 anos de idade, tocando em bailinhos de garagem nas festas dos amigos. Na época frequentava algumas baladas no ABC paulista, Sollem, Twist’s e me espelhava muito nos DJs da época: Ricardo Guedes, Anderson Thomé, Gugu, Badinha, Iraí Campos...

Os programas de DJs que escutava também me incentivaram nessa vontade de ser DJ; eram fantásticos - Ritmo da Noite na Jovem Pan, DJs Party na Nova FM, os programas da Pool FM... Aprendi muito escutando e vendo os DJs da época.

Quais foram Clubs e Festas de destaques em que você já se apresentou?

Com quase 20 anos de carreira já fui residente em mais de 20 casas noturnas, entre elas: Ocean Drive, Mezzanine, Bess, Vera Cruz, Palladium, The Choice, Full House, Paineiras, Hora Extra etc. Como convidado já toquei na Pachá, Club A, Show Bar, Open Bar, Eko Lounge, Cheers, Elektra, Dolce Club, People...

E porque você decidiu montar seu Projeto ULTRA DJs no início dos 00’s?

Quando era residente da Ocean Drive, isso em 2001/2002, o pessoal que frequentava a balada me pedia muito para dar curso de DJ e a partir disso desenvolvi um conteúdo, um plano de aula decente, e assim a coisa foi crescendo.

Em 2007, em parceria com o DJ Lucas Carrilho, deixei de dar curso nos clubs para abrir a Ultra, desta vez em caráter fixo e definitivo.

Com a Ultra, tenho a certeza que deixamos nossa marca ao formar excelentes profissionais, demos emprego pra muita gente e através de ações como a promoção dos campeonatos de DJ pudemos revelar e dar um empurrão na carreira de diversos DJs.

Em 2012 devido a correria das gigs fiquei sem tempo pra continuar na escola e o Lucas Carrilho assumiu a direção geral da empresa.

Continuo na Ultra de forma que ainda ministro alguns cursos (Serato e Eventos) e faço parte do casting da agência de DJs da empresa, a Ultraxpedition.

E como aconteceu o convite para ser DJ da Banda SHINE?

O assessor de eventos Duda Carvalho foi quem me apresentou ao proprietário da Omne Produções, Duda Martins... Eles queriam um DJ que pudesse atuar junto com a Banda Shine, de forma que a interação pudesse soar diferente e inovadora no mercado de eventos sociais. A partir disso desenvolvemos todo o conceito desta atuação e chegamos em um ponto onde eu toco realmente junto com os músicos, fazendo scratch, back-to-back, disparando samples, bases, efeitos etc.

É um trabalho motivador, desafiador, de muita criação e maravilhoso no resultado final.

Explique um pouco do seu trabalho no Omne Live Music!

Sempre quis ter um Live, mas um de verdade, com vários músicos, super produção etc.

Logo quando entrei na Banda Shine fui apresentado a esta idéia e gostei muito.

Entramos em estúdio, mudamos algumas coisas, acrescentamos conceitos bem definidos e hoje no palco do Omne Live Music somos em quatro integrantes: DJ, Saxofonista, percussão e guitarrista.

Interpretamos diversas músicas ao vivo, tocamos versões, remixes e produções próprias num show com muita interação com o público e uma estrutura sensacional.

Como foi ganhar o prêmio DESTAQUE – DSA2012 – Revelação Live P.A. [SP] junto ao Omne Live Music ?

Sinceramente era um sonho. Quando estava bem no começo de carreira, acompanhava as premiações e ficava alucinado e motivado para um dia poder chegar até ali, onde os caras estavam.

Em 2012, devido ao excelente trabalho da Omne Produções junto ao Omne Live Music tivemos o prazer se ganhar o prêmio nesta categoria.

Tocamos em muitos eventos de grande destaque e a interação com os músicos atualmente é fantástica... Tudo isso, mais o carinho do público que votou em nós, fez com que esse sonho pudesse ser concretizado.

E como consequência, veio o destaque neste ano na posição #35 no ranking Top 100 DJs Brazil da DJ SOUND...

Claro, a votação no Awards reflete no ranking da DJ SOUND - tanto como DJ, como artista - e subir várias posições no ranking nos últimos 3 anos só me faz entender que continuo trabalhando de forma correta!

Fale sobre o mercado atual - a tendência de consumo da música, On Line, iTunes...

Aqui no Brasil infelizmente vejo que grande parte das pessoas ainda não tem a cultura de comprar as músicas...

Os downloads ilegais ainda são maioria, o público faz o download das músicas, mas não paga por isso. Sinceramente não sei se existe uma solução pra isso, mesmo que as músicas sejam vendidas a um preço acessível. É o famoso jeitinho brasileiro...

E porque a opção de migrar dos clubs para eventos sociais?

Fui residente em diversas baladas de 1999 a 2011 e paralelo a isto sempre toquei em eventos sociais que sempre gostei muito. Acho que em São Paulo o mercado dos clubs ficou muito esquisito nos últimos anos...

Muitos DJs para poucas casas, lei da oferta e da procura muito estranha... Tanto a estrutura das casas quanto a politica musical não estavam me agradando mais, pessoalmente e profissionalmente. Ao migrar para o mercado de eventos sociais descobri algumas vantagens, entre elas: cada dia discotecar em um lugar diferente, estruturas e condições de trabalho melhores do que em clubs, mais valorização do profissional, possibilidade de desenvolver trabalhos mais elaborados musicalmente.

Gosto de tocar em clubs, mas a cena ultimamente está complicada. Ricardo Guedes, “o profeta”, já havia previsto isso, hehehehe.

E como sua agenda é administrada?

Minhas datas são fechadas exclusivamente em eventos pela Omne Produções - e em clubs pela Ultraxpedition. Graças ao trabalho fantástico destas duas empresas tenho agenda lotada até o final de 2013 e a cada final de semana estamos em um lugar diferente, sempre com a mesma qualidade de estrutura e profissionalismo.

TOP 10
Diego Mello, Junho 2013

1. Get Lucky - Daft Punk feat. Pharrell Williams

2. Nobody Else (Original Mix) - Dusky                   

3. You Were (Original Mix) - Leftwing

4. I Wanna Dance With Somebody (The Cube Guys Mix) - Barbara Tucker, The Cube Guys     

5. Somebody (Carrilho & Moura Remix) – Rug Ridazz

6. Gimme Five (Tradelove Remix) - Alex Kenji, Federico Scavo

7. My Head Is A Jungle (Gui Boratto Remix) Wankelmut,Emma Louise e Gui Boratto  

8. Suddenly Funk (Original Mix)      Renato Cohen

9. Gonna Get You (Original Mix) - Sharam Jey & Night Talk

10. Your Love – Mark Knight

www.djdiegomello.com.br

Última atualização em Seg, 27 de Maio de 2013 16:49
 
Diretamente do Espirito Santo no Brasil, apresentamos a DJane Jéssica Mallmann para novas GIGs PDF Imprimir E-mail
Escrito por Ricardo Sarmiento   
Seg, 20 de Maio de 2013 18:17

Jéssica Mallman, cedeu uma entrevista exclusiva apresentando sua carreira para o Portal DJ SOUND e em breve na Revista DJ SOUND ON LINE, contando algumas curiosidades de programas de mixagens, clubs por onde passou, e mostrando-se fã no passado de programas como o Ritmo da Noite na Jovem Pan FM SAT, As 7 Melhores da Jovem pan, Top Surprise, Moonlight e muito mais! e ataca nas Mixagens de Deep House e Progressive House, e surpreendente a Disco House! Vamos lá!

Jéssica Mallmann

Jéssica Mallman, onde voce nasceu, idade,  diga-nos por onde começou sua carreira de DJ ? Fez Curso para DJs ? como foi a escolha desta carreira ? algúem te incentivou ? suas referencias ? Porque Clubs voce passou ou festas pode citar , até em ordem cronológica ? e o Estilo Musical? Deep House, Progressive House...?

Nasci em Vitória, no Espírito Santo. Sempre fui apaixonada pela vida noturna e por música eletrônica. Quando era pequena, costuma ouvir "TOP SURPRISE", "AS 7 MELHORES JOVEM PAN", "MOONLIGHT", "RITMO DA NOITE", mas nunca imaginei que poderia me tornar uma DJ, pois não sabia como o mercado funcionava e não entendia como profissão!

Até que um DJ de uma casa noturna em Vitória percebeu o quanto eu ficava grudada nos CDJs (players) e pesquisava músicas e se ofereceu pra me ensinar!

Eu aceitei e descobri ali a minha paixão, ele me empregou como DJ em um bar em Vitória e ali foi a minha escola, meu princípio! Parei de dar aulas de inglês pra trabalhar todos os dias de madrugada e  me dedicar interinamente à música!! Depois disso, fui à SP e fiz um curso de DJ na DJ BAN, atualmente se reinventando como BAN – Eletronic Music Center.

Meu estilo vai do Deep House ao Progressive, sempre entendendo a pista, o local, o tempo... Gosto muito de House Music & Disco House.

Referências Internacionais: Room 5, Kings of Tomorrow, Armand Van Helden, Erick Morillo, Crazibiza, entre outros.

Referências Nacionais: Leo Janeiro, Mary Olivetti, Meme, Viktor Mora, Dri.K, Marco Hanna, entre outros.

Clubs que passei:

- Casa Clube @ Vitória - ES

- São Firmino @ Belo Horizonte - MG

- Fifth Club @ Campos - RJ

- S Dining Club @ Guarapari - ES

- Gold @ Campinas - SP

- Gaia Club @ Guarapari - ES

- The One Club @ Cachoeiro do Itapemirim - ES

- Caribbean Disco Club @ Belo Horizonte - ES

- São Firmino @ Vitória - ES

- Sonora Club @ São Luís - MA

- Rouge House @Vila Velha - ES

- Move Music @ Vitória - ES

- Fabrica Danceteria @ Serra - ES

- Varekai Club @ Vila Velha - ES

- Excess Club @ Campos - RJ

- Thale @ Vitória – ES

E toca em todas as inuagurações da  lojas C&A no Espirito Santo.

Jéssica Mallmann

Cidades por onde passei com tour de eventos/eventos:

- Aimorés - MG

- Alegre - ES

- Anchieta - ES

- Aracruz - ES

- Belo Horizonte - MG

- Cachoeiro do Itapemirim - ES

- Campinas - SP

- Campo Grande - ES

- Campos - RJ

- Castelo - ES

- Colatina - ES

- Guaçuí - ES

- Guarapari - ES

- Itaguaçu - ES

- Itueta - MG

ñ

n

- Iúna - ES

- Linhares - ES

- Nova Venécia - ES

- Piúma - ES

- Resplendor - MG

- São Gabriel da Palha - ES

- São Luís - MA

- São Mateus - ES

- Serra - ES

- Venda Nova do Imigrante - ES

Jéssica Mallmann

• Jéssica Mallman, com o aconteceu de realizar um trabalho em Rádio FM ? que DJs você já recebeu como convidado na Radio FM ? Qual é o nome do Programa, dia, horário ? Dá para ouvir na NET ? qual é o link?

A convite do DJ Dinho, fiz participações tocando ao vivo no programa VIBE 97, na mesma rádio, Rádio Cidade FM.  Foi aí que o diretor da rádio me deu a oportunidade de fazer um programa só meu, o ROTA 97!

O programa é toda sexta das 22h à meia noite.

Jéssica Mallmann, já recebeu como convidados, os DJs : Rafa Carneiro, Sunny (Australia), STiSEMA (Londres), Unyk (Miami), Sollo D, Luciano Valença, Dinho, Diego Brunelli, Fabricio Furtado, Vladimir Boleli, Sarah Anders, Eduardo Bono, Tiago Maioli, Honey Luke, Martim Lou, Alexandre Macedo, Leandro Netto, Patricia Ross, Marcus Santz. Dá pra ouvir pela internet pelo site da rádio! http://radiocidade.uvv.br

• Jessica Mallman, quais são as suas influencias artisticas nas escolhas da discotecagem ? você toca com que tipo de equipamentos / softwares ? onde voce encontra a fonte de pesquisa e compra de singles para suas In The Mixes ?

Minhas influências vem do Rock, Pop, Disco... Eu utlizo mais CDs e Pen drives, mas às vezes uso o Traktor também. Tenho preferência por cdjs e mixers da Pioneer pela maior qualidade e facilidade. 

Também tenho paixão pelos toca-discos, mas em Clubs, utlizo mais dos CDJs pela facilidade!

Compro/faço download das minhas músicas no Beatport, Traxsource e sempre conto com a colaboração de amigos DJs produtores!

DJ Jéssica Mallmann In The Mixes em Club

• Jessica Mallman, em seus In The Mixes já teve o privilégio de discotecar com alguns Top DJs da Cena brasileira e ou Internacional ? pode citar :

Pra mim, uma das que me marcou foi discotecar ao lado de Du Costa, um DJ fantástico, muito talentoso, a quem eu respeito muito, mas tiveram muitos outros que foi muito bacana também!

Ainda não tive oportunidade de discotecar ao lado de um internacional, mas seria incrível!

• Jéssica Mallman, você pensa seguir a carreira e realizar Produções Musicais para as pistas de dança ? você tem suporte por aí no seu estado ou pretende realizar intercâmbios ?

Com certeza!! Começo meu curso de produção esse ano, pois já sinto necessidade em criar minhas próprias músicas e deixá-las do meu jeito! Mas sei que produzir é um trabalho de formiguinha e demora pras coisas chegarem ao ponto que a gente quer.

Sou muito perfeccionista (rs) e acho que isso ajuda e atrapalha ao mesmo tempo!

Mas pretendo me dedicar mais e mais e 2013 abriu as portas pra mim, cheio de projetos! Eu descobri o que amo e estou investindo muito na minha carreira!

Consegui muito espaço no ES (no estado do Espirito Santo), com muito apoio de DJs que viraram amigos, um reconhecimento incrível e passei por inúmeros municípios do estado.

Acho que é hora de expandir e mostrar ao Brasil o quanto estou pronta e disposta a crescer, me aperfeiçoar e permanecer na cena!

• Jéssica Mallman, passe um TOP 10 que não pode faltar na sua Dance Floor, nas suas GIGs realizadas pelo Brasil ?

 Cada público, é um público!! Mas falando de mainstream e do que eu mais toco, acho que as top 10 atualmente em Maio 2013, são:

1.Daft Punk Feat. Pharrell & Nile Rodgers – Get Lucky (eSQUIRE Extended)

2. Lykke Li - I Follow Rivers

3. David Penn, The Cube Guys - In The Air

4. Criminal Vibes - Song 2

5. Kirill Slider - Don't Call Me Baby (DJ Kone & Marc Palacios Remix)

6. Andy Caldwell, Angela Mccluskey - We Are The Future

7. Lana Del Rey - Summertime Sadness ( Cedric Gervais Mix)

8.  Jerome Robins, Hysteric Ego, Crazibiza - Want Love 2013

9, Sebjak & Marcus Schossow - Liceu (Original Mix)

10. Erick Morillo & Eddie Thoneick - Live Your Life

• Jéssica Mallman Contatos, Facebook, Soundcloud, Twitter, Site, para GIGs, Shows, apresentações, por onde o Brasil te encontra ?

Fan Page Facebookfacebook.com/dj.jessicamallmann

Site Jéssica Mallmann http://djjessicamallmann.wix.com/jessicamallmann

E MAIL:  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

jessica-mallmann_1 jessica-mallmann_2 jessica-mallmann_3 jessica-mallmann_7
Última atualização em Seg, 20 de Maio de 2013 19:47
 
Luca di Napoli, DJ e Produtor, em exclusiva, um pouco de sua trajetória PDF Imprimir E-mail
Escrito por Ricardo Sarmiento   
Sex, 15 de Março de 2013 18:36

Vamos conhecer um pouco mais deste profissional Luca Di Napoli, que faz sua residencia na Pacha Búzios, que já teve trabalhos de Remixes com alemão Christian Fischer (Othilie) e outro para Marcos Carnaval (Dance With Me), e que atualmente está na Suicide Lemon.

DJ Produtor Luca di Napoli

1.      Luca di Napoli, apresente aqui seu histórico inicial, quando começou sua carreira, festas, Clubs, Boites, enfim descreva suas atividades iniciais como DJ?

Aos 16 anos não queria ficar dependendo de mesada de meu pai e portanto precisava de um emprego. Já fascinado e influenciado pelo meu irmão mais velho, Mimmo Sorrentino - na época DJ - criei coragem e pedi que ele me ensinasse. Passei quase 4 meses indo de segunda a segunda ao club que ele era residente aqui no Rio de Janeiro, e ficava olhando ele tocar, enquanto me explicava tudo o que ele fazia.

2.      Luca di Napoli, como foi sua chegada ao Brasil?

A mudança de país e costumes quase sempre é um pequeno transtorno na vida do ser humano, claro que comigo também foi, mas o diferencial foi que toda minha família se mudou para o Brasil por causa do trabalho de meu pai, na época convidado a gerenciar uma agência de turismo internacional no Rio de Janeiro. Isso facilitou muito, pois os filhos de amigos de trabalho do meu pai me ajudaram a me familiarizar, aumentando meu ciclo de amizades, assim não senti tanto essa mudança.

3.      Luca di Napoli, e a chegada na Pacha, Búzios, no Rio de Janeiro ?

Foi um convite irrecusável do Mário Bulhoes em Novembro de 2008, após duas apresentações minhas no club em setembro e outubro daquele mesmo ano.

4.      Luca di Napoli, você elabora alguma FESTA em Especial no RIO de JANEIRO, onde especificamente ?

Realizo uma festa em sociedade com Mário Bulhoes, chamada "POP THE CHERRY", já fizemos um tour no primeiro semestre do ano passado em cinco cidades do Brasil. Agora seguimos apenas na PACHA BUZIOS, e a cada edição temos em torno de mil pessoas presentes. Atualmente é a festa mais cobiçada do club, pois é uma experiência única, onde sincronizamos dançarinas com fantasias especiais às músicas e cada entrada com uma coreografia diferente. Além, do meu long-set do começo ao fim da balada. 

5.      Luca di Napoli, como foi estar presente na Premiação DJ SOUND AWARDS 2012, na Festa do Branco no BARRA MUSIC, no Rio de Janeiro? Comente.

Foi um imenso prazer fazer parte dessa grande premiação – a maior de música eletronica da América Latina. Receber o prêmio como destaque do Rio de Janeiro foi uma satisfação imensa, uma vez que não sou brasileiro de nascimento, mas o Rio me recebeu muito bem que me sinto como um brasileiro nato. Receber um prêmio que represente o "melhor do estado do rio de janeiro" reforçou os resultados de meus trabalhos, ao longo desses anos. Emocionante e orgulhoso ao mesmo tempo por essa conquista. 

6.      Luca di Napoli, diga-nos como chegou a possibilidade de participação no Programa BBB13 da TV Globo? E a repercussão nas Mídias Sociais, pode comentar o que aconteceu ?

O convite surgiu pela produção do BBB13 da TV Globo. Entraram em contato direto com a Suicide Lemon, me solicitando para tocar, claro que o convite foi irrecusável. A experiência foi ótima e totalmente nova, pois se pararmos para pensar, são 16 participantes que são as únicas pessoas que você tem como referência na pista. Mas, na realidade tem o resto do Brasil inteiro te assistindo. Quando você para de tocar e sai da casa, realmente sente na pele uma sensação incrível.

7.      Luca di Napoli, e quanto a Produção Musical? Você já tem algum planejamento?

Comecei a produzir em 2010 com dois remixes - um para o alemão Christian Fischer (Othilie) e outro para Marcos Carnaval (Dance With Me). Em 2011 lancei uma track com marcos carnaval (808) e esse ano tenho em parceria com Gio di Leva, (Space "All I Need"). Tudo isso estará em breve a venda em todos os maiores site de venda de musica eletronica mundial e (The Love Strings) saindo do forno já incluindo todo um pack de remixes.

8.      Luca di Napoli, conte-nos como chegou a Suicide Lemon de Michel Palazzo ? Algum Projeto Especial em conjunto ?

O convite foi irrecusável pois eu já conhecia a Suicide Lemon e a Martha Bernardes, minha atual Booking Manager,  e sabia da importância da agência, que é uma das mais fortes ( talvez a mais! ) em música eletrônica . O trabalho frente à agência é mesmo de quem ama o que faz – e por isso faz mais bem feito do que ninguém….

DJ Produtor Luca di Napoli

9. TOP 10 (Play List) - LUCA di NAPOLI, VERÃO - 2012/2013 

1 - Luca di Napoli & Gio di Leva - Space (All I Need)

2 - Swedish House Mafia - Don't You worry Child

3 - Marcos Carnaval, Carlo Astuti, Niles Mason - I will Follow You (Brian Cid remix)

4 - The New Iberican League, DJ Chus, David Penn, Abel Ramos - Get Up! (Gabe Ramos Mix)

5 - Bastian Van Shield - Nobody (Tujamo Remix)

6 - Hardwell - Three triangles (original club mix)

7 - Calvin Harris feat. Example - We'll Be Coming Back (R3hab EDC Vegas Remix)

8 - Cryogenix - Fire Like This (Daddy's Groove Re-Beats)

9 - Eddie Thoneick - One Good Reason (Quintino Mix)

10 - The Cube Guys & Landmark - No Me Puedo Controlar (The Cube Guys Mix)

Última atualização em Sex, 15 de Março de 2013 19:11
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 Próximo > Fim >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Revista Digital Online

Conecte-se

Busca no site

Mídia: Mag / Portal

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner