Evento, Brasil, Muito, Online, áudio
 

Publicidade Interna

Banner

Inscreva-se em nosso CANAL no YouTube

DJSound-Tube2

>> youtube.com/djsoundmag <<

Erro
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
AES 2010: balanço faz identificar ótimo crescimento da Feira de Áudio Profissional PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 
Escrito por Fernando Sarmiento   
Sex, 14 de Maio de 2010 14:33

Novidades surpreenderam a todos os envolvidos com a AES BRASIL nesta edição. Com a parceria selada com a Francal Feiras, o evento que aconteceu de 4 a 6 de maio em SP, voltou repaginado, com novo modelo organizacional e layout renovado, promovendo maior integração entre as áreas de demonstrações, palestras e exposição e aproximando o público de todas as atrações. Além disso, a exposição incorporou novos

nichos de mercado, atraindo novos públicos.

É o começo de uma nova era para a AES Brasil. A começar pelos novos nichos de mercado, como os de iluminação, automotivo e residencial, incorporados ao evento, ampliando o foco que, até então, restringia-se ao áudio profissional. A intenção é atrair novos públicos e proporcionar aos usuários encontrar uma ampla gama de produtos e soluções.

Eduardo e Celso Orenes: Star Iluminação“Foi muito bom trazer o nicho de iluminação para a feira, porque junto às empresas de áudio são complementares”, diz Par dal, da Yamaha. A expectativa, segundo ele, é que a adesão desse segmento aumente a cada ano, atraindo novos públicos.  

Pegando carona nessa nova fase da AES, a Star Lightning faz sua estréia no evento e comemora sua participação. “O público ainda não está acostumado com a presença de empresas de iluminação, mas nos surpreendemos muito com a boa visitação e a procura por nossos produtos”, revela Eduardo Orenes, diretor da empresa. No estande, o público pôde ter contato com equipamentos utilizados em grandes shows, como os da banda Sepultura, que frequentemente utiliza os aparelhos de iluminação da marca.  

Neste ano, a AES também investiu na parceria com a Francal Feiras, que trouxe contribuições à área organizacional e infra-estrutura. “Além do vigor estudantil que contagia a todos, para nós foi muito gratificante atuar junto à AES nesta edição do evento e constatar sua vocação voltada à ampla difusão e troca de informações em escala internacional. Sem dúvida, é um evento que só tende a crescer, e trouxemos a expertise de 40 anos acumulada pela Francal Feiras, propondo um modelo mais dinâmico e funcional, e esperamos ter contribuído para sua evolução”, diz Ab dala Jamil Ab dala, presidente da promotora de eventos.

Nesta edição, a 14ª Convenção Nacional da AES Brasil e o 8° Congresso de Engenharia de Áudio da AES Brasil ocuparam áreas de exposição com 3.500 m2 e de demonstrações com 2.000 m2, além de um auditório e três salas exclusivas para as atividades do Congresso e da Convenção. Foram registradas as passagens de seis mil pessoas, entre estudantes, acadêmicos e profissionais do setor.

Estrategicamente planejado, o novo layout propõe agregar, dando unidade ao conjunto, ao mesmo tempo que isola as áreas de forma a desenvolverem suas performances sem interferir nas atividades uma da outra. E o resultado impactou positivamente aos visitantes.



MARKETING ESTRATÉGICO

Para os expositores, que vêem a feira como uma importante ferramenta de marketing para se aproximar de seus clientes, público-alvo e do mercado de áudio, os depoimentos mostram que as expectativas foram alcançadas.

“Esta é a primeira vez que participamos da AES com um estande próprio, pois em 2009 estivemos junto com nosso representante”, comenta Maicon Hendler, gerente geral da B&C Speakers. Segundo ele, em comparação com a edição passada, o número de participantes aumentou, o que gerou contatos e prospecção de negócios para a empresa. “Além disso”, destaca, “recebemos uma visitação de qualidade, entre profissionais e estudantes vindos de diversos estados do Brasil e do mundo, que passaram em nosso estande”, comemora.

Já a Roland, Cialis pharmacy que participa há cinco edições da AES, afirma que voltou este ano com objetivo institucional, mas realizou contatos importantes com brasileiros e estrangeiros. VPXL buy on line “A empresa percebeu grandes mudanças na estrutura e organização do evento, e a evolução é brutal”, diz Alex Lameira, gerente de Produção de Áudio e Vídeo da Roland.

Segundo ele, “é notória a maior adesão de pessoas mais focadas vindas de outros Estados e países”. E acrescenta que “os expositores estão investindo mais na construção dos estandes, o que torna o evento mais atrativo”.

Para a Selenium, o movimento aumentou. “Mudamos o nosso estante focando mais nos produtos, e essa estratégia gerou mais curiosidade nos visitantes, que estão em maior número este ano”, diz Alan Leider, gerente de Marketing da empresa.

Com participação mais voltada para a divulgação da marca, a Studio R considera a AES Brasil local ideal para trazer novidades, justamente por concentrar seu público-alvo. “Nossa participação aqui é muito institucional, mas clientes antigos ou novos aparecem atrás de novidades, que é o que  mostramos”, explica Samuel Monteiro, gerente de Marketing da empresa, referindo-se à novidade da empresa – o amplificad or H22, o mais potente do mundo, segundo o fabricante.

Além do sucesso reforçado pelos expositores, as palestras também são responsáveis por mais uma ediçã o bem-sucedida. Wes Dooley, uma das estrelas internacionais convidadas este ano, empolgado com sua participação, diz que “o Brasil exporta idéias”. Ele relata que notou nas palestras que as pessoas por aqui sã o muit Cialis pharmacy o entusiasmadas para aprender. Dooley, que é presidente da Áudio Engineering Associates e membro da AES há 46 anos, já participou dos eventos na Alemanha, França, Austrália, Inglaterra, México e Estados Unidos. Ele lembra que em sua vinda à AES em 2009 apresentou palestras e foi tão bom, que ficou por seis horas falando sobre áudio com os brasileiros.

Dooley também elogiou a estrutura do evento, tanto na parte interna quanto externa: “É extravagante e muito interessante, pois mostra na prática como os equipamentos funcionam, diferente da feira feita pelos europeus, que foca muito na técnica e deixa essa parte de lado”, compara. E finaliza, opinando que “o Brasil exporta idéias há muito tempo. Assim, crescemos juntos alinhando as informações e construindo algo inovador. A chave do sucesso da indústria são as idéias simples, que trazem bons resultados”.

E com a voz, o público! Felipe Mendonça (26), de Jaraguá do Sul (SC), instalador de áudio, veio pela primeira vez à AES, em especial, para assistir às palestras; e no terceiro dia, já tinha participado de seis. “Sinto que na minha cidade faltam especialistas no ramo e que é preciso levar para lá novas tecnologias. O conteúdo das palestras e os profissionais é excelente. Gostei muito, pois foi produtivo e informativo”, relatou.

Outro visitante, o Técnico de Som da banda gospel Rosa de Saron, Fernando Matias, diz que para quem é da área o evento é interessante para se rever amigos e trocar informações. Segundo ele, “esta edição manteve o nível das anteriores, trazendo novidades e tendências de mercado”.

ESFORÇO CONJUNTO

O maestro dessa grande orquestra, Joel Brito, se diz mais uma vez satisfeito com o resultado alcançado. “Dentro do que foi planejada, a feira atendeu às expectativas”. Ele destaca o sucesso das palestras, que estiveram com as salas cheias, até com super lotação. “Caso, por exemplo, do Seminário Ease, que teve o triplo do número de inscritos que foi estimado”, ressalta. Para Brito, “a visitação foi bastante positiva, os expositores foram bem-aceitos pelo público e a mudança de horário no último dia funcionou perfeitamente”, conclui.

Na cerimônia de abertura, o presidente da AES já havia agradecido aos membros da sociedade que trabalham voluntariamente na organização de comissões e atrações, dizendo que o resultado alcançado é fruto de muito trabalho, sangue, suor e lágrimas.

Aldo Soares, Secretário da AES, também frisou os desafios enfrentados a cada ano e também agradeceu aos colaboradores pelo empenho e dedicação de parte de sua vida para a organização do evento.

Da mesma forma, Regis Rossi, aproveitou para agradecer aos integrantes do comitê do Congresso de Engenharia de Áudio pelo envolvimento dispensado para avaliar o grande número de trabalhos inscritos. “Nos sentimos muito honrados e felizes com a produtividade”, destacou.

Na solenidade de abertura, a colaboradora Talita Kuroda apresentou os ganhadores da “Competição Estudantil”, e a plenária teve a oportunidade de ouvir os trabalhos premiados.  Entre os inscritos de várias partes do País, dois participantes se destacaram: Fabio Souza, de Minas Gerais, na categoria “Música Erudita”; e Heitor Marin, do IAV-SP, vencedor na categoria “Música Popular”. Entre as empresas que patrocinaram a competição, estão: Pride, Roland e Yamaha.

PRÊMIOS

O primeiro dia da AES Brasil 2010 foi encerrado em grande estilo. Um coquetel foi oferecido a convidados pela Revista Home Theater que, pela primeira vez, agrega a cerimônia de entrega do prêmio concedido pela publicação à AES Brasil. O evento reuniu fabricantes, distribuidores de equipamentos e lojistas para a entrega do 9º Troféu Home Theater, a mais importante premiação do mercado brasileiro de áudio e vídeo.

Ao todo, foram entregues 24 troféus, divididos em 14 categorias votadas por um júri composto por lojistas especializados e colaboradores da Revista Home Theater & Casa Digital e dez categorias votadas por um júri popular (internautas que escolheram seus preferidos através do site www.hometheater.com.br).  

Com seis troféus, a distribuidora catarinense Som Maior foi a grande premiada da noite. A empresa venceu nas categorias Melhor Player Blu-ray (com NAD), Projetor (SIM2), Caixa Acústica Torre (B&W), Caixa Acústica Bookshelf (B&W), Subwoofer (JL Audio) e Marca de Multiroom ou Som Ambiente (Olive).

Já a distribuidora Suonare/Syncrotape venceu em cinco categorias: Melhor Receiver (Marantz), Caixa Acústica de Embutir (Paradigm), Produto Mais Inovador (Crestron), Marca de Automação Residencial (Crestron) e Atendimento (Distribuidor). Samsung, Panasonic, Sony (Divisão de Eletrônicos) e a distribuidora Disac ficaram empatadas com dois prêmios cada.

ESTRELAS

Vale destacar, ainda, que neste ano foram registradas as passagens de estrelas do mercado de áudio, músicos e produtores pelos corredores da exposição.

Um deles é Pedro Mariano, endorsee da Sennheiser – marca alemã que atua no mercado de áudio profissional e broadcast. Durante sua participação no estande do expositor, o cantor de MPB falou sobre sua trajetória profissional, que soma mais de 10 anos de carreira, shows, Cds.

Outro endorsee da Sennheiser, o Maestro Billy Umbella, produtor musical e, atualmente, DJ do programa Caldeirão do Huck, apresentado aos sábados na TV Globo, visitou o evento e trocou idéias com o público sobre música e novas tendências.

E pela segunda vez, a eterna “Ternurinha” Wanderléa veio à AES, desta vez acompanhada de seu marido, Lalo Califórnia, para conferir os lançamentos da Quanta. Mais que um passeio para se atualizar sobre as novidades da feira, a cantora veio atrás de equipamentos novos. “O evento permite entrar em contato com o que há de melhor em tecnologia”, elogia.

Depois de três dias intensos, a AES Brasil se despede mais uma vez, e só volta daqui um ano, tempo suficiente para todos os envolvidos na organização retomarem o fôlego e iniciar novas articulações. Que o evento volte cada vez maior, fortalecido e cheio de novidades e atrações, o que tem feito sua história ao longo dos últimos anos.

Última atualização em Sex, 14 de Maio de 2010 14:55
 

Revista Digital Online

Conecte-se

Busca no site

Mídia: Mag / Portal

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner