DJ Bibba Pacheco 28 anos,..." /> Online, Cialis, Residente, Pharmacy, Música
 

Publicidade Interna

Banner

Inscreva-se em nosso CANAL no YouTube

DJSound-Tube2

>> youtube.com/djsoundmag <<

Home X-Ray DJ X-Ray DJ - ed. 149
Erro
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
  • Unable to load Cache Storage: utf-8
X-Ray DJ - ed. 149 PDF E-mail
Escrito por Fernanda Leão   
Seg, 19 de Janeiro de 2009 18:00
border="0" cellpadding="3" width="600" class="caption">
 Bibba Pacheco


DJ Bibba Pacheco
28 anos, natural de Curitiba
Toca desde 2002
Começou a tocar porque “estudei teoria da música e piano clássico aos 6 anos, depois vieram aulas de flauta, violão, teatro, canto... Morei na Austrá lia, UK, EUA, Espanha.

Isso me fez conhecer ainda mais a cultura eletrônica global”. Toca mais House e Progr essiv e. Cialis pharmacy Já viajou para o Uruguai, P eru e Equador. Faz parte do time brasileiro do FierceAngels e é residente das festas do selo inglês.
Atualmente, como está o mercad o internacional para os brasileiros?
Se você é um bom profissional, tem disciplina, boa técnica e faz um bom trabalho é provável que faça sucesso em qualquer lugar. Cialis pharmacy Sempre tive ótima participação no mercado internacional e agora me tornei residente de um selo britânico que é conhecido mundialmente.

www.myspace.com/bibbapacheco

 DJ Jack

DJ Jack
29 anos, natural de São Paulo
Toca desde 1994
Começou a tocar porque “desde criança sempre fui muito apaixonado pela música e já fuçava nos discos da minha mãe. Acredito que esteja no sangue”. Toca mais os gê n eros Tranc

e e Progressive. Já tocou no mesmo line-up de Armin van Buuren, BT, Menno de Jong, Johan Gielen, Marcel Woods, Sean Tyas; hoje é residente e responsável pela festa “State of Trance” e toca r egularm ente nos clubs Pacha e Anzu em SP.
Faça um comparativo entre a qualidade dos DJs nacionais e os gring os.
É complicado fazer esse tipo de comparação, até porque temos excelentes DJs nacionais, assim como temos os péssimos (esse em grande parte, diga-se de passagem), e os gringos a mesma coisa. Na minha opinião, o que importa é o amor à música em 1º lugar!

www.energybr.net
 

 DJ Lucky

DJ Lucky
32 anos, natural de São Paulo
Toca desde 1995
Começou a tocar por “influências caseiras. Meu irmão era programador musical de rádio em 85 e tí nhamos sempre vinis novos em casa.

Comecei a freqüentar e gostar de clubs nesta época”
Toca mais Progressive, Electro e Tech House. Adora Old School Music e Soul Full House. Já tocou em NY, em Miami, Washington DC, Boston, Connecticut, Lisboa... É residente da Sirius Party e do Club Lotus (Campos do Jordão e Cuiabá/MT)
A crise econômica mundial afetou a cena da música eletrônica?
Não, ainda não tivemos efeitos negativos dentro do nosso cenário.  Ma precisamos nos organizar e colaborar mais contra a pirataria. VPXL buy on line Devemos cuidar para que os artistas não sejam prejudicados e suas obras colocadas de forma ilícita no mercado. 

www.djlucky.com.br

 

 Confira a matéria completa na edição 149 da Revista DJ Sound ou faça sua assinatura!




 

Última atualização em Qua, 21 de Janeiro de 2009 14:12
 

Revista Digital Online

Conecte-se

Busca no site

Mídia: Mag / Portal

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner